Quinta-feira, 28 de Abril de 2011
Apelo revolucionario
Homens e mulheres, pais e mães, trabalhadores , trabalhadoras, empregadores, empregadoras o que é que temos de fazer ? Talvez ...Flexibilizar.*
Venho aqui hoje, na qualidade de senhora da recepção com pbx, apelar a uma acção cívica séríssima, séríssima - A luta armada** por uma maior flexibilidade no mundo do trabalho!
Hoje a ideia é fixar uma data ao azar, tipo o dia 28 de Abril, quinta-feira, e desatar-se a dizer de sua justiça sobre a vantagem (ou não)(este parêntesis é para a oposição) de uma maior flexibilidade do mercado de trabalho. Cada uma/um (um ? não liguem, estou a divagar) terá o seu tempo de antena no seu blogue, e mais digo, empresto o meu a quem não tenha. E depois é vir aqui dar o link, o litro ou a sua sentença.
Nesse dia, no terrível 28, como vai ficar conhecido na história cibernáutica, vou estar aqui no pbx, numa pose muito glamour, muito anos 50, na pausa para café vou fumar no local de trabalho e tudo, a controlar o tráfico de influências poderoso e massivo e os lobbys irresístiveis que vai haver à molhada. E vai ser uma postaria pegada, com links a disparar em todo o sentido e alguns tomates (oh ! sim, tem que haver tomates, a reforma agrária também há-de passar por aqui).
E vocês nos vossos blogues nem vão ligar ao tom algo duvidoso que utilizo aqui e vão e falam das maravilhas do part-time, do que pode fazer pelas vossas vidas, ou pela do vizinho do 2° esquerdo, ou à sociedade em geral, aos vossos filhos em particular, também podem explicar tintin por tintin porque é que acham que eu sou uma lunática (que, eventualmente, este plano vai colocar Portugal numa situação ainda titanesca do que já está e que nem o aquecimento geral o vai safar do iceberg e sem direito ao Di Caprio, coisíssima nenhuma. Quanto à Kate eu até podia perfeitamente substitui-la, mas hélas ! já aceitei o role de senhora recepcionista do pbx. Só por isso não vou poder assumir este papel) ou podem dizer que ficar em casa para sempre com os filhos é que é, ou que só o trabalho a tempo inteiro ou o esclavagismo pode satisfazer-vos ou fazer comentários anónimos a perguntar porque raio tive filhos se me estou sempre a queixar ou ...
Agora é aqui aquela parte dos filmes em que o herói - eu - se afasta de costas a falar sozinho e o plano fecha com um to be continued ...
Opá, como o Lucky Luke é que não ! Não me deixem aqui a falar sozinha.

O Stevie está connosco ! Alguém conhece o endereço do blogue do Stevie ?

Agora vou tentar ficar este tempo todo caladinha, até ao fatal 28, para que este post-apelo fique bem visível e a marinar. Avisem toda a gente !

*Aqui, os tomates vão para o Pedro Abrunhosa
**tomates


publicado por flexbilizar ~ conciliar às 13:28
link | comentar



Facebook e-mail declaração de princípios
pesquisar
 
últimas notícias

Conquistar terreno no mer...

Esperar que as coisas aco...

Trabalho mais do que nunc...

Regresso ao Interior

Comercial - aprender para...

Má experiência com final ...

Compreender, focalizar, p...

Flexibilizar com Austerid...

Uma experiência de super-...

os nossos 10 mandamentos

tags

todas as tags

arquivo

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

subscrever feeds